Ministério da Fazenda
Você está aqui: → Página inicial Notícias Modernização da gestão das prefeituras passa pela qualificação dos servidores
 
Quem Somos
PNAFM 1ª Fase
PNAFM 2ª Fase
PNAFM 3ª Fase
COGEP
PNAFE


Bicentenário do Ministério da Fazenda

Página de Transparência Pública
   
Document Actions

Modernização da gestão das prefeituras passa pela qualificação dos servidores

Tema foi debatido no segundo dia do 6º Encontro de Coordenação do PNAFM

Modernização da gestão das prefeituras passa pela qualificação dos servidores

Silvia Brum - Consultora

A capacitação dos servidores públicos municipais no processo de melhoria da gestão administrativa e fiscal das prefeituras foi umas das questões discutidas durante o segundo dia do 6º Encontro de Coordenação do PNAFM. Pela manhã, a consultora Silvia Brum, chamou atenção dos representantes das prefeituras para os cuidados na hora de adotar programas de treinamento e formação dos funcionários.

De acordo com Silvia Brum, a administração municipal precisa atuar, na área de capacitação, de acordo com um planejamento estratégico da organização e entender que a formação dos servidores precisa ser contínua e o treinamento intensivo, "a fim de prepará-los para enfrentar as mudanças, por meio da aprendizagem de novos trabalhos". Esse processo, segundo a consultora, deve contar com a participação e o envolvimento dos empregados na definição das políticas. Deve ainda estar pautado na transparência e clareza quanto às ações adotadas a longo prazo e seu impacto sobre o trabalhador, já que a capacitação deve vir a resultar em melhoria da qualidade do atendimento como também refletir-se nos salários.

Sílvia Brum defendeu a implantação de sistema de gestão de desempenho nas prefeituras, de modo a permitir a seleção dos servidores com base na competência relacionada ao trabalho. Com mecanismos dessa natureza é possível adotar critério de remuneração para os funcionários de acordo tanto com o rendimento global da organização e com o trabalho individual e em grupo. "Um plano de capacitação é uma ferramenta da gestão de pessoas que tem por objetivo planificar o atendimento das carências de capacitação dos colaboradores organizacionais em vista ao atendimento das competências necessárias à realização da missão, visão e estratégias institucionais", afirmou.

A consultora destacou o fato de o Governo Lula ter instituído a construção de uma política de gestão de pessoas para o Governo Federal com o objetivo da melhoria da gestão pública. Essa iniciativa foi adotada em 2005 no XII Fórum do Planalto sobre "Política Nacional de Gestão de Pessoas no Governo Lula: uma construção negociada e inovadora". A idéia é que estas políticas devem ser tratadas dentro de um projeto amplo baseado em diagnóstico realizado a partir de pesquisas e indicadores regulares e confiáveis e na participação direta dos dirigentes de RH, servidores e entidades que representam  a população usuária do serviço público.

Para Silvia Brum, o ideal é que as prefeituras caminhem nesta direção pois elas trazem mudanças conceituais, priorizando a gestão de pessoas, em vez de recursos humanos; o trabalho em equipe, a parceria na gestão, o modelo participativo e retirando o foco dos processos de trabalho para as pessoas e os usuários dos serviços públicos, para as metas e resultados. "O novo papel do gestor público passa a ser de  agente de mudanças, desburocratizando e simplificando processos, promovendo relações participativas verdadeiras", afirmou.