Ministério da Fazenda
Você está aqui: → Página inicial Para prefeitos, modernização é que permite atender demandas sociais
 
PMIMF
PNAFM 1ª Fase
PNAFM 2ª Fase
PNAFM 3ª Fase
COGEP
PNAFE
Arquivos


Bicentenário do Ministério da Fazenda

Página de Transparência Pública
   
Document Actions

Para prefeitos, modernização é que permite atender demandas sociais

Os prefeitos de São Luís (MA), Alfenas (MG) e Goianésia (GO) debateram ontem (07/05) as principais dificuldades e vantagens na busca por uma gestão mais eficiente nas prefeituras durante do VII Encontro do Programa Nacional de Apoio à Modernização da Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros (PNAFM).

Os prefeitos de São Luís (MA), Alfenas (MG) e Goianésia (GO) debateram ontem (07/05) as principais dificuldades e vantagens na busca por uma gestão mais eficiente nas prefeituras durante do VII Encontro do Programa Nacional de Apoio à Modernização da Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros (PNAFM). O evento, que começou ontem está sendo realizado em São Luís (MA) e prossegue até a próxima sexta-feira.

 

Tadeu Palácio, prefeito de São Luís, fez uma exposição das medidas que tomou para fazer com que sua prefeitura alcançasse um nível de eficiência da gestão e apontou um rol de realizações durante a sua gestão, fruto daquilo que chamou de uma combinação de definição de prioridades e planejamento das estratégias.

 

Palácio apontou a criação de empregos, construção de novos hospitais, a limpeza urbana, o estabelecimento do passe estudantil individualizado e a duplicação do número de escolas municipais como fruto dessa visão política. “As demandas e necessidades por serviços públicos são cada vez maiores e a escassez de recursos impede o atendimento delas. Para suplantar essa dificuldade trabalhamos com planejamento e definição de prioridades”, afirmou Palácio.

 

Entre as medidas administrativas adotadas por São Luís, Palácio elencou a criação de sistemas de planejamento e contabilidade, a implantação de um plano de cargos e salários e a instalação de uma Escola de Governo. Além disso, o prefeito destacou a criação de sistemas de registro de preços, com banco de preços único para todos os órgãos municipais; e a criação de uma comissão permanente de licitações, que resultou em economia de até 40% nas compras realizadas pela prefeitura.

 

O prefeito Otávio Lage, de Goiánesia, cidade goiana de pouco mais de 50 mil habitantes, chamou atenção para o fato de que os investimentos em modernização fizeram com que sua prefeitura arrecadasse mais e de maneira mais justa, passando de um nível de arrecadação de R$ 800 mil para R$ 6 milhões. Lage elogiou especialmente a Lei de Responsabilidade Fiscal, alegando que ela trouxe uma contribuição importante para a cultura da gestão eficiente no setor público.